Por Geovanna Domingos

segunda-feira, 26 de janeiro de 2015

Quinze anos

Tantas histórias, tantas coisas já se passaram. Incontáveis sorrisos, lagrimas, desilusões amorosas, dias inesquecíveis, dias que... nem me lembro.
Quantos passeios com os amigos, brigas, reconciliações,  livros, filmes, músicas... em fim, quanta história cabe dentro de cada pessoa!
Sempre vai haver uma música que sempre te fará chorar, sempre vai haver um filme que vai te fazer dar risada, mesmo que tenha o visto mais de 50 vezes (como As Branquelas, quem lembra?)
Quinze anos, não parece muito tempo se formos comparar com a idade de nossos avós, mas é um bom tempo também. Nossa quinze anos! Tanta coisa aconteceu sem eu ter planejado! Quando olho para trás vejo um filme, mas não em preto e branco, e sim com cores vivas, vejo uma garotinha, que não enxergava a maldade, uma garota que fingia ser princesa, fada, sonhava em cantar, tocar violão, escrever música...uma garota com sonhos.
Mal sabia eu que depois de alguns anos, o vizinho chato da minha avó, seria umas de minhas paixões mais intensas. Quem diria que eu me apresentaria cantando e tocando? Quem diria que com 13 anos eu me tornaria "rockeira"? Quem diria que eu realizaria meu sonho indo no show da Miley? Uma cantora que eu sigo fielmente desde os meus 7 anos!
Quem diria que eu conseguiria trabalhar? Não sabia que teria tantos livros em minhas prateleiras! Não sabia que eu iria encontrar amigos maravilhosos e verdadeiros!
Quem diria... 15 anos.
Parece que com essa idade ganhamos mais do que uma festa ou um sapato de salto alto, ganhamos novas responsabilidades, ganhamos mais "pressão", agora as pessoas esperam que eu me comporte como uma adulta, que eu use maquiagem, não assista Bob Esponja (por falar nisso o filme dele estréia no dia do meu niver. Coincidencia?)
Mas quer saber? Não vou ser adulta (que coisa mais chata), vou usar maquiagem, mas não vou me pintar igual uma palhaça todos os dias, não vou assistir um filme suuuuuper chato ao in vez de assistir meu desenho favorito com meu irmão de 5 anos nas manhãs de domingo.
Ainda vou acreditar no amor, cautelosamente claro, mas ainda sim tenho vontade e acredito que vou encontrar.
Tenho novos planos e sonhos para essa nova "fase" de minha vida!
Faculdade, mais apresentadões, novas amizades, viagens, um amor...
Quer saber? Tem muito sonho! Vou viver um dia de cada vez e aproveitar minha nova fase, e levantar um dedo do meio para quem tem algo contra minha vida e meus sonhos.
Contagem regressiva para assoprar as velas.
3...2...1... faça um pedido!



Postar um comentário

As palavras que eu te dei

Eu me joguei no sofá. O silêncio veio me receber. Suas coisas já não estavam mais no meu apartamento. A gente cansou de brincar de se gost...