Por Geovanna Domingos

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Para: um grande idiota

Como fui idiota! Sabe quando você ouve uma vozinha na sua cabeça? Dizendo para não confiar no menino, que ele não é o que parece ser? Aprendi uma lição, quando essa voz falar comigo, eu vou escuta-lá e vou obedecer ela! Acabei de entrar no Facebook, e descobri que, o garoto que me mandava as palavras mais lindas, o garoto que queria conhecer os meus pais e que "me amava" é um tremendo de um cafajeste!
Lá estava eu, ouvindo uma músicas romântica da Taylor Swift, pensando em você e finalmente pensando em te dar uma chance, mas como sempre um status do Facebook me alertou! Acho que você esqueceu de me falar que estava quase namorando uma garota da sua escola, esqueceu de me dizer que também escrevia palavras bonitas e fazia juras de amor para ela. Essas palavras perdem totalmente o sentido quando saem da sua boca, suja e mentirosa!
Quando descobri tudo isso, quando vi que estava sendo feita de idiota, me revoltei, não me senti magoada, senti apenas raiva, acho que essa era a prova que eu precisava, não estava apaixonada por você graças a Deus!
Como pode alguém ser tão frio? Como pode uma pessoa destoar dos sentimentos dos outros? Tomara que vocês sejam felizes, mas torço mais ainda para que ela descubra rápido o tipo de idiota e insensível que você é!
Eu poderia facilitar as coisas, mas prefiro deixar para lá, prefiro fingir que nada aconteceu. Você não merece o meu amor, nem o dela, nem o de ninguém, seu idiota! Será que isso é mal de Rafael?
Postar um comentário

As palavras que eu te dei

Eu me joguei no sofá. O silêncio veio me receber. Suas coisas já não estavam mais no meu apartamento. A gente cansou de brincar de se gost...